Relação sexual durante o tratamento para infertilidade, é permitido?

Relação sexual durante o tratamento para infertilidade, é permitido?

Uma das principais dúvidas dos casais que planejam realizar um tratamento de infertilidade, é saber se é permitido ter relações sexuais durante o período de tratamento.

Apesar de a relação sexual não ser proibida, durante o período de tratamento de infertilidade, os especialistas recomendam atenção ao desconforto físico para a mulher.

Além disso, nos casos em que o casal esteja realizando um procedimento de inseminação intrauterina ou de fertilização in vitro, algumas etapas necessitam de mais cuidados. É uma preocupação super interessante e que merece ser discutida.

Pensando nisso, preparamos este artigo para responder uma das principais dúvidas sobre o tratamento de infertilidade: relação sexual durante o tratamento, é permitido?

Boa leitura!

Coito programado ou relação sexual programada

O coito programado é uma das formas menos complexas de tratamentos disponíveis. Esta técnica está indicada principalmente para casais onde a mulher apresenta ciclo anovulatórios (sem ovulação). Ele consiste  no uso de medicamentos que estimulam o desenvolvimento dos óvulos. Esse crescimento dos folículos é acompanhado através de eletrossonografias, sendo possível definir quando ocorrerá a ovulação e programar relações sexuais no período em que existem maiores chances de sucesso.

Inseminação intrauterina

Consiste na introdução do sêmen (após capacitação) no fundo da cavidade uterina após indução da ovulação.

Existem algumas restrições que precisam ser levadas em conta durante esse tratamento. Isso ocorre porque a aplicação de medicamentos que estimulam o desenvolvimento dos óvulos, o que pode causar um desconforto na mulher durante o ato sexual. 

Além disso, há outros momentos ao longo do tratamento em que a relação sexual e a ejaculação devem ser evitadas, para aumentar as chances de sucesso, como por exemplo, para a coleta de sêmen.

Nesse sentido, é recomendada uma abstinência sexual de 2 a 4 dias antes do procedimento, que inclui também uma coleta de sêmen.

Após a inseminação, os casais são orientados a manter relações sexuais na noite seguinte do procedimento e dois dias depois, pela manhã, de forma a aumentar a chance de sucesso.

Também vale lembrar que durante a estimulação ovariana, existe o risco de uma produção excessiva de óvulos, que consequentemente pode resultar em gestações múltiplas (trigêmeos, quadrigêmeos…). Nessas situações as relações sexuais desprotegidas são contra indicadas, o tratamento é suspenso e reiniciado no ciclo seguinte

Se você quer saber mais detalhes sobre a inseminação intrauterina, aqui no blog temos um artigo abordando o assunto. Para conferir, clique no link:

O que é e como funciona a inseminação artificial?

Fertilização in vitro

O processo de fertilização in vitro consiste em estimular os ovários da mulher com hormônios e retirar os óvulos maduros após essa estimulação para ser fecundado com o espermatozóide do homem no laboratório com o objetivo de formar embriões para serem implantados no útero da mulher

Se você quer saber mais informações acerca da Fertilização In Vitro (FIV), temos um artigo detalhando um pouco mais o tema. Para conferir, clique no link:

Conheça o passo a passo da Fertilização In Vitro (FIV)

Coleta de sêmen

O perí­odo ideal de abstinência para coleta do sêmen é de 2 a 5 dias. Esse período oferece a garantia de produção de uma quantidade boa de sêmen e com melhor motilidade. 

Passados 5 dias de abstinência, o sêmen produzido terá um número maior de espermatozóides imóveis. Já uma abstinência inferior a 2 dias, pode comprometer o volume de sêmen e o número de espermatozóides necessários para a realização da FIV.

Após a transferência dos embriões para o útero, é recomendado manter uma abstinência sexual, já que as contrações uterinas durante e após as relações podem diminuir as chances de implantação.

Aqui no blog, temos alguns artigos onde falamos sobre os cuidados a ter para a coleta de sêmen. Se quiser saber mais detalhes sobre o tema, seguem algumas sugestões de leitura:

Quando o congelamento do embrião é indicado?

Quando a criopreservação é recomendada?

Considerações finais

Como vimos ao longo do artigo, uma das principais dúvidas sobres os tratamentos de infertilidade, é se vai interferir ou impedir a vida sexual do casal durante o tratamento. 

Não existe nenhum impeditivo para manter relações sexuais durante o tratamento, no entanto, dependendo da técnica utilizada, podem ser necessários alguns cuidados e períodos de abstinência.

Além disso, os cuidados e as recomendações variam de caso para caso, e o médico é o profissional mais qualificado para propor as melhores formas de tratamento e orientar sobre as restrições e cuidados necessários.

Se você achou que o nosso post ajudou você a saber mais sobre o que é permitido durante o tratamento para infertilidade, clique aqui e conheça as melhores técnicas de medicina reprodutiva do Brasil.

O nosso compromisso maior é gerar possibilidades para a vida.

Autor: nilofrantz
Publicado há 3 semanas

mail_outline
A gente notifica você sempre que tivermos novidades. Deixe seu nome e e-mail.