Menstruação atrasada: quais os possíveis significados?

Menstruação atrasada: quais os possíveis significados?

A Menstruação atrasada é a situação na qual a menstruação do mês não ocorre no dia esperado. Nesse sentido, ela pode vir com alguns dias de retardo, ou eventualmente, nem acontecer. Vale esclarecer que ultrapassar a data da menstruação em poucos dias é comum, inclusive para as mulheres com menstruações regulares. Porém, a partir de 15 dias, já é considerado atraso que necessita ser observado.

Nesse sentido, a primeira suspeita para menstruação atrasada é uma possível gravidez. Entretanto, outras situações, como o estresse, alterações hormonais e estilo de vida também podem causar a demora da menstruação. Desta forma, quando o atraso se repete por mais de 3 meses, deve ser investigado.

É importante lembrar também que a menstruação é um processo natural na vida das mulheres, e marca a fase reprodutiva feminina. Ela começa na adolescência, com a menarca, e dura até a menopausa. Desta forma, a menstruação faz parte do ciclo menstrual mensal que prepara o corpo da mulher fértil para uma possível gravidez. Nesse sentido, as alterações hormonais que ocorrem neste período fazem o endométrio (tecido que reveste o interior do útero) ficar mais espesso para acolher o embrião. Entretanto, quando não há a fecundação do óvulo, este tecido se desprende e é expelido do corpo, caracterizando a menstruação.

Menstruação atrasada e ciclo menstrual: qual a relação? 

Para entender melhor sobre menstruação atrasada, é importante conhecer como funciona o ciclo o menstrual. Nesse sentido, ele acontece mensalmente e leva em média 28 dias, embora existam ciclos mais curtos, de 21 dias, e mais longos de até 35 dias, também considerados normais. Desta forma, durante os ciclos, ocorrem mudanças hormonais que determinam o período fértil da mulher e preparam o corpo para uma gravidez.

O ciclo menstrual passa por três etapas:

Fase folicular

A fase folicular é a primeira etapa do ciclo menstrual e acontece entre o primeiro dia da menstruação e a ovulação. Neste período, que dura entre 12 e 16 dias, os folículos ovarianos crescem e começam a preparar o corpo para uma possível gravidez.

Neste sentido, há um aumento da produção do hormônio folículo estimulante (FSH), que faz com que os folículos que contêm os óvulos se desenvolvam. Além disso, com esse amadurecimento, o ovário também libera mais estrogênio, hormônio responsável por tornar o revestimento do útero pronto para uma eventual gestação.

Fase Ovulatória

A fase ovulatória é a segunda etapa do ciclo menstrual e consiste na ovulação. Neste sentido, ocorre a liberação do óvulo maduro que segue para as trompas de Falópio onde poderá acontecer a fecundação. Como o óvulo sobrevive apenas 24 horas fora do ovário, é preciso que ele encontre o espermatozoide neste curto espaço de tempo para dar início a uma gravidez. Desta forma, considerando que os espermatozoides duram até 5 dias dentro do corpo da mulher, é possível que a gestação ocorra se o casal tiver relações sexuais até 5 dias antes da ovulação.

É importante ressaltar que o dia da ovulação varia conforme a duração do ciclo. Em muitos casos, ocorre no 14º dia. Porém, há mulheres que ovulam em dias diferentes do ciclo.

Fase lútea

A fase lútea do ciclo menstrual é aquela que ocorre após a ovulação, quando os hormônios femininos começam a reduzir gradativamente sua concentração no organismo. 

Nesse sentido, caso o óvulo tenha sido fecundado, ele viaja até o útero e se fixa no endométrio. Por outro lado, se não houve a fecundação, o óvulo se desintegra e o endométrio, que estava pronto para receber o embrião, passa a descamar. Essa descamação do endométrio constitui a menstruação que marca o início de um novo ciclo reprodutivo.

Menstruação atrasada e o ciclo menstrual irregular 

Como já vimos, o ciclo menstrual dura em média 28 dias. Porém, cada mulher tem um ritmo diferente. Nesse sentido, mesmo que os ciclos tenham 21 ou 35 dias, o importante é que sejam regulares, de acordo com o seu padrão. Além disso, a duração do período menstrual, o fluxo e a intensidade também acontecem de forma diferente entre as pessoas. Desta forma, é considerada menstruação irregular aquela que foge do seu normal e pode dificultar a constatação da menstruação atrasada.

A menstruação pode ser irregular se:

Tipos de menstruação irregular

Menstruação atrasada é sempre gravidez?

Não, menstruação atrasada nem sempre é sinal de gravidez, mas com certeza é, na maioria das vezes, a primeira suspeita. Nesse sentido, existem diversas situações que podem causar atraso na menstruação. Porém, quando ocorre em mulheres sexualmente ativas, que tiveram relações sexuais desprotegidas, existe uma grande possibilidade de ser gravidez. 

Além disso, alguns hábitos, doenças e estilos de vida também podem contribuir para menstruação atrasada. Desta forma, quando o atraso se repete por até 3 meses, e a gestação não é confirmada através de exame ou teste de gravidez, o indicado é consultar um médico para que a causa seja identificada e tratada.

Menstruação atrasada: conheça suas causas

Além da gravidez, outros fatores podem alterar a data da descida da menstruação. 

Causas que causam o atraso da menstruação

Gravidez

A gravidez é uma das principais causas dos atraso menstrual, e deve ser considerada mesmo pelas mulheres que usam métodos contraceptivos, como camisinha ou pílula anticoncepcional, que às vezes podem falhar. 

Desta forma, as mulheres com ciclos regulares já podem desconfiar de gravidez com 5, 6 dias de atraso menstrual. Nesse sentido, o ideal é realizar um teste de gravidez para descartar ou confirmar esta possibilidade.

Erros de cálculo

As mulheres com ciclo menstrual irregular podem ter dificuldade para calcular o dia certo da próxima menstruação. Desta forma, o que muitas vezes parece atraso é na verdade resultado de um ciclo maior, de mais dias.

Estresse e ansiedade

O estresse e a ansiedade causados pelos problemas da vida pessoal e profissional podem afetar diretamente o ciclo menstrual. Os fatores emocionais influenciam a regulação hormonal, realizada pelo hipotálamo, no cérebro, levando a alterações na menstruação. Desta forma, é importante aprender a controlar o stress e encontrar formas de relaxar.

Disfunção na tireoide

A menstruação atrasada também pode ter como causa disfunções na tireoide. Nesse sentido, os hormônios dessa glândula influenciam na liberação dos hormônios sexuais pelos ovários. Assim, uma tireoide que funciona mal (hipotireoidismo) ou em excesso (hipertireoidismo) pode alterar o ciclo menstrual, provocando irregularidades e atrasos.

Interrupção da pílula anticoncepcional

Os anticoncepcionais fornecem hormônios sintéticos ao corpo que deixam os ovários “adormecidos”, sem precisar cumprir suas funções. Desta forma, quando a mulher interrompe seu uso, é possível que os ovários demorem até 6 meses para entrar no ritmo novamente. Como resultado, o ciclo menstrual pode ficar desregulado, com atrasos menstruais e até amenorreia

Síndrome dos ovários policísticos (SOP)

A Síndrome dos ovários policísticos é um distúrbio hormonal comum nas mulheres em idade reprodutiva, definida por um aumento de tamanho dos ovários, com múltiplos e pequenos cistos. Além disso, as mulheres com esta síndrome apresentam elevados níveis de hormônios masculinos, o que causa atrasos menstruais ou ausência completa de menstruação em alguns meses.

Excesso de atividade física

As mulheres atletas, maratonistas, nadadoras, ginastas, ou aquelas que praticam exercício físico em excesso geralmente têm menstruação atrasada. Isto acontece pois os treinos intensos e o gasto calórico elevado causam alterações no ciclo menstrual. Nesse sentido, 

vale ressaltar que o prejudicial é exercício em excesso. A prática de atividade física regular e moderada traz muitos benefícios para a saúde, inclusive para a reprodutiva.

Infecções ou doenças

A saúde também impacta no ciclo menstrual. Desta forma, viroses, gripes ou infecções simples, como cistite ou amigdalites, podem ser causas de menstruação atrasada. Da mesma forma, o uso de alguns medicamentos também interfere no ciclo hormonal, desregulando a menstruação. Entre os mais comuns podemos citar:

Amamentação

A amamentação também provoca mudanças hormonais que podem causar alterações na menstruação. Neste sentido, os hormônios responsáveis pela produção de leite inibem o retorno da ovulação, provocando mais do que um simples atraso menstrual, e sim, uma amenorréia transitória. 

Variação do peso corporal

Uma variação brusca de peso pode impactar no ciclo menstrual. Nesse sentido, engordar muito ou emagrecer rapidamente acaba interferindo na produção de estrogênio, hormônio feminino responsável pela maturação dos óvulos, influenciando assim na menstruação. Desta forma, é indicado que um médico avalie, oriente e acompanhe a variação de peso de mulheres que apresentam menstruação atrasada.

Obesidade

O excesso de peso também prejudica o ciclo menstrual pois provoca excessiva produção estrogênio. Este hormônio feminino é necessário para a ovulação, mas em excesso inibe a liberação do óvulo, provocando períodos anovulatórios, ou seja, sem menstruação.

Magreza excessiva / distúrbios alimentares

A falta de tecido gorduroso também influencia o ciclo ovulatório, pois reduz a capacidade do corpo de produzir estrogênio. Desta forma, muitas mulheres que sofrem de anorexia, ou fazem dietas extremas, deixam de ovular apresentando não apenas atraso menstrual, mas também risco de amenorreia.

Pílula do dia seguinte

A pílula do dia seguinte é um contraceptivo de emergência, usado para tentar evitar uma possível gestação. Nesse sentido, deve ser tomada o mais próximo da relação sexual desprotegida, em até 72 horas, já que sua eficácia diminui com o passar dos dias. Além disso, esse medicamento pode causar efeitos colaterais como alteração no ciclo menstrual e consequentemente, atraso na menstruação.

Início recente do ciclo menstrual

A menarca é a primeira menstruação que acontece na vida das meninas e marca o início da vida reprodutiva. Nesse sentido, é normal que o ciclo seja irregular nos primeiros anos pois o sistema reprodutor ainda está em fase de amadurecimento. Desta forma, os atrasos menstruais podem ocorrer até os dois primeiros anos de menstruação.

Climatério / Menopausa

O climatério é o período de transição em que a mulher passa da fase reprodutiva para a fase não-reprodutiva. Nesse sentido, essa etapa da vida feminina é marcada por uma diminuição progressiva da quantidade de hormônios, causando alteração do ciclo menstrual. Essa etapa inicia geralmente entre os 40 e 45 anos e dura até à última menstruação, que corresponde ao início da menopausa. Além disso, é importante salientar que algumas mulheres podem passar por esse processo ainda jovens, o que é chamado de menopausa precoce.

Alterações do hipotálamo e hipófise

O hipotálamo e a hipófise são glândulas localizadas no cérebro, responsáveis pela regulação dos hormônios sexuais. Desta forma, doenças que causam alterações nestas glândulas podem causar alterações no ciclo e, consequentemente, atrasos ou antecipação da menstruação.

Agora que você já conhece um pouco mais sobre menstruação atrasa e suas possíveis causas, nós produzimos um infográfico para você entender mais sobre a gravidez. O material fala sobre 5 sintomas que a gravidez pode causar. Você pode fazer o download dele gratuitamente clicando na imagem abaixo:

Banner Infográfico 5 Sintomas de Gravidez
Autor: nilofrantz
Publicado há 2 meses

mail_outline
A gente notifica você sempre que tivermos novidades. Deixe seu nome e e-mail.