Institucional Embriologista da Nilo Frantz participa de encontro seleto em congresso europeu.
11/07/2018

Representando a Nilo Frantz Medicina Reprodutiva, o embriologista Marcos Iuri Kulmann, foi um dos selecionados a participar do “Check my CV”no 34º Congresso da Sociedade Européia de Reprodução Humana e Embriologia (ESHRE), maior evento de medicina reprodutiva no mundo que aconteceu recentemente em Barcelona. 

O programa promoveu uma consultoria pessoal “one to one” entre jovens embriologistas e os maiores especialistas da área.  Iuri conversou com a renomada Dra. Rita Vassena, diretora científica do grupo espanhol Eugin, que se destaca pelo trabalho com células tronco embrionárias e medicina regenerativa.

 Apenas oito pessoas tiveram a chance de discutir suas carreiras profissionais com líderes mundiais da embriologia.

  • Institucional
    Embriologista da Nilo Frantz participa de encontro seleto em congresso europeu.
    11/07/2018
  • Clínica
    É preciso se preocupar com a fertilidade antes dos 30 anos?
    29/06/2018
Institucional Equipe da Nilo Frantz Medicina Reprodutiva marca presença no ESHRE 2018
05/07/2018

A pesquisadora Adriana Bos-Mikish, o médico Marcelo Ferreira, a enfermeira Fernanda Robin e o embriologista Marcos Iuri Kulmann estiveram na Espanha onde participaram do 34 Congresso da Sociedade Européia de Reprodução Humana e Embriologia (ESHRE), maior evento de medicina reprodutiva do mundo.

O encontro que aconteceu essa semana em Barcelona, é uma grande oportunidade para a troca de experiências e atualização sobre o diagnóstico e o tratamento de casais com dificuldade para engravidar.

Além de acompanhar as principais palestras do programa científico, a Dra. Adriana, consultora científica da Nilo Frantz Medicina Reprodutiva também apresentar pôster intitulado “Fragmento de tecido ovariano pequeno ou grande? Qual o tamanho ideal para a preservação da fertilidade?”

De volta a Porto Alegre, os especialistas irão compartilhar com os colegas os principais destaques tratados neste encontro que acontece anualmente na Europa.

  • Institucional
    Embriologista da Nilo Frantz participa de encontro seleto em congresso europeu.
    11/07/2018
  • Clínica
    É preciso se preocupar com a fertilidade antes dos 30 anos?
    29/06/2018
Institucional Tabagismo e Infertilidade: Qual a relação?
28/05/2018

Grande parte da população sabe que o tabagismo é prejudicial à saúde, sendo responsável por vários tipos de câncer, porém poucos conhecem seu efeito negativo na fertilidade.

O cigarro contém mais de 4mil componentes químicos que afetam a função reprodutiva em vários níveis, possuindo um potencial mutagênico tanto para óvulos quanto espermatozóides. Ele também causa alterações hormonais, diminuição das taxas de sucesso na reprodução assistida, além de serem prejudiciais na gestação.

Estudos mostram que homens e mulheres fumantes têm três vezes mais chances de sofrerem infertilidade quando comparados com aqueles que não fumam. No homem pode alterar a produção de espermatozóides, a qualidade do sêmen  e elevar a fragmentação de DNA dos espermatozóides, o que está associado a maior taxa de abortos e de insucesso nos tratamentos de reprodução.

Na mulher o tabagismo é responsável por diminuir a reserva ovariana, alterar a motilidade  tubária,  interferir na divisão das células do embrião, na formação de blastocisto, no muco cervical, na receptividade do endométrio e prejudicar a implantação do embrião. Mulheres fumantes podem apresentar amenorréia e irregularidade menstrual e, principalmente, acelerar a menopausa.

Na gravidez, o fumo está associado a maiores taxas de abortamento e gestação ectópica, além de aumentar incidência de restrição de crescimento, descolamento prematuro de placenta, placenta prévia e parto prematuro.

A mudança no estilo de vida do casal deve ser sempre encorajada já que parar de fumar representa um importante e eficaz tratamento para a infertilidade.

  • Institucional
    Embriologista da Nilo Frantz participa de encontro seleto em congresso europeu.
    11/07/2018
  • Clínica
    É preciso se preocupar com a fertilidade antes dos 30 anos?
    29/06/2018
EnglishPortugueseSpanish