Clinica O papel do "TECE" na investigação da infertilidade masculina
28/06/2018

Nem sempre a dificuldade dos casais para engravidar é ocasionada por problemas nas mulheres. A literatura médica especializada aponta que a infertilidade masculina é responsável por 40% dos casos, portanto o check-up é indispensável tanto para mulheres como para homens.
 
Na  avaliação do fator masculino, espermograma completo é solicitado de forma rotineira, porém, novos exames como TECE (Teste da Estrutura da Cromatina do Espermatozóide) por Citometria de Fluxo tem contribuído muito para diagnósticos mais precisos. Ele é o único que identifica com precisão a fragmentação do DNA espermático.
De acordo com pesquisas, a presença de altos níveis de fragmentação tem influência direta no insucesso gestacional. Há casos de homens que apresentam  boas concentrações de espermatozóides móveis, com vitalidade e morfologia normais, mas com níveis altos de fragmentação. Nestes caso, em geral , é grande o insucesso na fertilização do óvulo, mesmo usando-se técnicas mais modernas de reprodução assistida.
 
A fragmentação do DNA espermático é considerada normal até 30%. Acima deste limite há uma redução significativa de gestações e aproximadamente o dobro de abortos. As causas mais freqüentes são: consumo excessivo de bebidas alcoólicas, tabagismo, consumo de algumas medicações, quimioterápicos e radioterapias, drogas ilícitas, sedentarismo, obesidade, poluentes nocivos, altas temperaturas na região dos testículos, febre alta, traumas locais, varicocele (varizes testiculares) e idade avançada.
 
A ação de muitos desses fatores pode ser transitória, havendo uma melhora da fragmentação do DNA com o passar do tempo. Tratamentos com agentes anti-oxidantes como vitaminas C e E, ácido fólico e zinco também podem ser benéficos.

Portanto, o casal que não está conseguindo engravidar deve procurar seu médico e fazer uma avaliação completa da fertilidade feminina e masculina. Esse é um passo importante para se realizar o sonho de ter um filho.

  • Institucional
    Embriologista da Nilo Frantz participa de encontro seleto em congresso europeu.
    11/07/2018
  • Clínica
    É preciso se preocupar com a fertilidade antes dos 30 anos?
    29/06/2018
EnglishPortugueseSpanish