eshre-2016O médico Marcos Höher e a embriologista Adriana Bos Mikich, do Centro de Reprodução Humana Nilo Frantz, participaram do 32º Congresso da Sociedade Européia de Reprodução Humana e Embriologia (ESHRE) que aconteceu entre os dias 3 a 6 de julho, em Helsinque, na Finlândia.

O encontro, realizado anualmente em uma capital européia, é considerado o maior evento da área de reprodução humana no mundo. Trata-se de uma grande oportunidade para a troca de experiências e atualização científica sobre o diagnóstico e o tratamento de casais com dificuldade para engravidar.

A edição deste ano abriu grande espaço na programação para tratar das técnicas inovadoras da reprodução assistida A análise genética dos embriões antes da colocação no útero (PGS-PGD), a quantificação da capacidade energética de um embrião continuar a se desenvolver (MitoScore) e o estudo do melhor dia para se transferir os embriões para o útero da futura mãe (ERA – avaliação da receptividade endometrial), receberam destaque por estarem propiciando maiores taxas de gravidez e menores chances de perdas gestacionais. Todas essas técnicas inovadora já estão à disposição na clínica Nilo Frantz.

O encontro também abordou o manejo da infertilidade provocada por endometriose, ovários policísticos e pelas alterações na qualidade e na qualidade dos espermatozóides. Ficou clara a atual tendência à maior individualização dos tratamentos de reprodução assistida, especialmente no que se refere aos ciclos de fertilização in vitro(FIV). Verificou-se que a escolha das medicações e sua dosagem, baseadas em critérios individuais como a idade , peso e a avaliação da reserva ovariana (dosagem do hormônio anti-Mülleriano e/ou contagem de folículos antrais) estão contribuindo para melhores resultados dos tratamentos.

A próxima edição do ESHRE será em Genebra, na Suíça, em 2017.