A Maturação in vitro de oócitos (IVM) é uma técnica de fertilização in vitro em que os óvulos são coletados dos ovários sem estimulação medicamentosa. Os óvulos imaturos presentes nos ovários da paciente são captados e cultivados em laboratório. Após completarem a maturação, são fertilizados através da injeção intracitoplasmática de espermatozoides (ICSI). O endométrio é preparado para receber os embriões mediante o uso de pequenas doses de estrogênio e progesterona.

A IVM é uma técnica com crescente interesse mundial, constituindo-se em uma importante alternativa para o tratamento da infertilidade nas pacientes com ovários policísticos, oferecendo as seguintes vantagens:
– Não há uso de medicações hormonais para estimulação ovariana;
– Menor número de visitas ao médico;
– Menor custo.

É uma alternativa adequada para o tratamento da infertilidade quando há indicaçào de fertilização, seja por fator feminino ou masculino, em pacientes com ovários policísticos.

As taxas de gravidez vêm aumentando gradativamente com o desenvolvimento de novos conhecimentos sobre meios de cultura e, atualmente, já se aproximam às da fertilização in vitro tradicional.

 

Fonte: Coleção Possibilidades para a vida Nilo Frantz
Texto: Dra. Andréa Nácul